Enoturismo

Chile – Roteiros do vinho

06 outubro 2017
  • 4744 visualizações
  • 0 comentários

Um dos países do Novo Mundo mais queridos pelos brasileiros, o Chile produz exemplares deliciosos e de altíssima qualidade. Saiba mais sobre o país andino.

O Chile é um país sul-americano que conta com barreiras naturais atipicamente em suas quatro regiões mais extremas. Ao Leste, a Cordilheira dos Andes, ao Oeste, o Oceano Pacífico e a fria Corrente de Humboldt, ao Sul a Patagônia e ao Norte, o Deserto do Atacama. Esses são apenas alguns dos fatores que colocaram o Chile no patamar de um dos principais produtores da América Latina.

A enorme gama de terroirs que recortam os vales chilenos deram ao país fama e poder no mundo do vinho. E, consequentemente, essa expansão trouxe consigo o turismo vitivinícola, permitindo que as pessoas se aproximassem de um mundo novo e conhecessem de perto as vinícolas e seus arredores.

O Valle del Maipo é a uma dessas regiões mais famosa, embora não seja a maior, principalmente pela proximidade com a capital, Santiago. Porém, existem outras dezenas de vales, cada um com sua particularidade, atributos e belíssimas paisagens.

Dica de leitura:  África do Sul - Roteiros do vinho

O que ver no Chile

Vinolia – Oferece quatro grandes aventuras aos seus visitantes, através das quais você pode desfrutar do vinho chileno e do mundo que o rodeia.

Vale de Maule – A maior região produtora do Chile, o Maule também é a mais quente e úmida. Banhado pelo rio Maule, as uvas se desenvolvem muito bem e tem níveis equilibrados de acidez e doçura. Cada vez mais, os vinhos lá produzidos têm se destacado pela qualidade, principalmente, os da Carignan.

Vale de Curicó  É um vale transversal, ou seja, de leste para oeste em relação à Cordilheira, o que implica em diferentes condições climáticas, sendo que as vinhas mais próximas da Cordilheira dos Andes chegam a ter 6 °C a menos que as vinhas localizadas próximas ao mar, na Cordilheira da Costa. Isso possibilita maior diversidade de uvas, além de grande influência no estilo e na qualidade dos vinhos.

Dica de leitura:  Mendoza - Roteiro do vinho

Vale de Colchágua – Colchága faz parte do Vale de Rapel, juntamente com Cachapoal. A divisão se dá por diferenças de solo e clima. Em Colchágua, a grande amplitude térmica faz com que a região produza uvas tão profundas e maduras quanto as melhores do Médoc.

Vale de Casablanca – Casablanca recebeu as primeiras videiras nos anos 80 e, em pouco tempo, tornou-se referência de brancos vivos feitos de Chardonnay e Sauvignon Blanc e tintos de Pinot Noir como nunca havia sido produzido no Chile.  

Vinícolas para visitar

http://www.maycasdellimari.com/es/

http://canepawinery.com/#home

http://urmeneta.com/esp/

https://www.conchaytoro.com/?lang=pt_pt

http://www.ventisquero.com/home.php

http://www.undurraga.cl/contacto

https://www.migueltorres.cl/

Recomendamos para você:

( )
R$##,##
Sócios ClubeW: R$##,##
CONFIRA
( )
R$##,##
Sócios ClubeW: R$##,##
CONFIRA
( )
R$##,##
Sócios ClubeW: R$##,##
CONFIRA
( )
R$##,##
Sócios ClubeW: R$##,##
CONFIRA
( )
R$##,##
Sócios ClubeW: R$##,##
CONFIRA
( )
R$##,##
Sócios ClubeW: R$##,##
CONFIRA
( )
R$##,##
Sócios ClubeW: R$##,##
CONFIRA
( )
R$##,##
Sócios ClubeW: R$##,##
CONFIRA
( )
R$##,##
Sócios ClubeW: R$##,##
CONFIRA
( )
R$##,##
Sócios ClubeW: R$##,##
CONFIRA
Escrito por: Taimmy Rodrigues

Sommelière, capixaba, com formação em História, Alta Gastronomia e em vinhos pela WSET.