Curiosidades

O que é terroir?

04 julho 2018
  • 2459 visualizações
  • 0 comentários

Terroir é um termo essencialmente francês, sem tradução, que representa vários fatores responsáveis pela interferência na elaboração do vinho. Saiba mais.

Terroir é uma das palavras mais usadas no mundo do vinho e, provavelmente, uma das menos compreendidas pelos leigos. E não é para menos. Entender esse termo é complexo por não ter nenhuma palavra equivalente para a tradução do seu significado. Isso em qualquer outra língua, não apenas no português.

Falar de terroir é falar de um conjunto de fatores  como topografia, geologia, pedologia, drenagem, clima, microclima, castas, intervenção humana, cultura, história, tradição. Todos eles juntos, somados, engarrafados.

A definição da palavra terroir é muitas vezes confundida com explicações bem simplistas, mais genéricas, como regionalidade ou mesmo a tipicidade de terrenos. Mas não se confunda! A região é definida pela geografia (latitude, longitude, altitude) e é uma das variáveis do terroir e não sua definição.

Todas as outras são necessárias para compor o terroir. Inclusive, sem a ação do homem não há terroir. O fator humano é indiscutivelmente uma variável muito importante na concepção do termo. É um dos seus pilares. O homem tem como função e atributo ajudar a natureza a exprimir suas melhores qualidades para resultar no melhor vinho. Assim como um mau produtor pode não conseguir fazer um bom vinho, mesmo com um terroir excelente.

Dica de leitura:  O que são vinhos de autor?

Há quem defenda que um terroir consegue transferir para o vinho um gosto único e próprio. Há ainda quem defenda que é apenas misticismo. Uma coisa é certa: esse termo começou a ser cunhado no Velho Mundo, mas já traz resultados incríveis no Novo Mundo.

O terroir e o conceito de qualidade que lhe é atribuído só são possíveis através de ação humana bem gerida e orientada. É o melhor da natureza com o melhor do homem. Tanto que terroir só pode ser entendido quando o solo, o clima e a videira são levados em consideração simultaneamente pelo homem.

Pesquisas recentes sugerem que fungos e bactérias encontrados em cascas de uva, incluindo as leveduras que desempenham um papel na fermentação espontânea, também podem contribuir para a composição do terroir. Isso significa que cada vinho tem um indicador biológico único de onde é e até mesmo em que ano foi feito. Bacana, não é mesmo?

Dica de leitura:  Preferência nacional, cultura plural

Recomendamos para você:

( )
R$##,##
Sócios ClubeW: R$##,##
CONFIRA
( )
R$##,##
Sócios ClubeW: R$##,##
CONFIRA
( )
R$##,##
Sócios ClubeW: R$##,##
CONFIRA
( )
R$##,##
Sócios ClubeW: R$##,##
CONFIRA
( )
R$##,##
Sócios ClubeW: R$##,##
CONFIRA
( )
R$##,##
Sócios ClubeW: R$##,##
CONFIRA
( )
R$##,##
Sócios ClubeW: R$##,##
CONFIRA
( )
R$##,##
Sócios ClubeW: R$##,##
CONFIRA
( )
R$##,##
Sócios ClubeW: R$##,##
CONFIRA
( )
R$##,##
Sócios ClubeW: R$##,##
CONFIRA
Escrito por: Taimmy Rodrigues

Sommelière, capixaba, com formação em História, Alta Gastronomia e em vinhos pela WSET.