Diário do Winehunter

Um refúgio e tanto

01 outubro 2018
  • 510 visualizações
  • 0 comentários

Confira nossa visita ao hotel VIK, que abriga uma das vinícolas mais luxuosas do Chile. A viagem contou com a companhia do CEO da Wine, Rogerio Salume.

É sempre um prazer retornar ao Chile, país vizinho sempre bem representado por sua produção vitivinícola. Desta vez, após deixar a capital, Santiago, pegamos duas horas e meia de estrada. Nosso destino: o hotel VIK, em Millahue, onde chegamos já pela noite.

Diário do Winehunter | Winepedia

Fomos acomodados em quartos com decoração excêntrica, que parecem instalações artísticas. Cada um dos 22 apartamentos do hotel tem ambiente assinado por Carrie Vik, esposa do proprietário, o empreendedor norueguês Alexander Vik. No jantar, o menu-degustação havia sido especialmente criado para a nossa visita.

Diário do Winehunter | Winepedia

O enólogo-chefe, Cristian Vallejo, preparou com rótulos VIK uma degustação vertical (quando se escolhe o mesmo rótulo de um produtor em safras diferentes). É um exercício muito interessante, que permite acompanhar como um vinho cria a própria identidade ao longo dos anos, dentro das características que o enólogo busca.

Dica de leitura:  As tipicidades do Vale do Limarí

Diário do Winehunter | Winepedia

Nesse caso, o estilo e a influência de um Bordeaux de Saint-Julien é inevitável, pois Vallejo passou parte de sua trajetória enológica no comando do prestigiado Château Léoville Poyferré, instalado nessa denominação francesa.

Diário do Winehunter | Winepedia

Durante nossa estada, pudemos provar rótulos como o Milla Cala, que está conquistando o mundo do vinho com excelentes pontuações, e um coringa, o La Piu Belle, blend que impressiona pela fruta e pela complexidade, um vinho completo, com final longo e marcante. Igualmente notável é sua garrafa, uma obra de arte que retrata a deusa de Millahue. O trabalho rendeu uma edição especial do tênis All Star Converse.

Diário do Winehunter | Winepedia

Vik A

Quando chegamos à VIK pela primeira vez, o portfólio ainda não estava formado e enxergamos em um vinho, o Vik A, uma oportunidade ímpar. Eu e Manu resolvemos, então, apostar nele e, por isso, o rótulo foi criado com exclusividade para o Brasil.

Dica de leitura:  Conheça a Viña Canepa

Resultado: o Vik A vem fazendo tanto sucesso desde então que se tornou um de nossos ícones de vendas. E a equipe da vinícola deu continuidade à sua elaboração para a Wine. Aliadas à beleza local, a acidez, a mineralidade e a complexidade dos vinhos VIK parecem confirmar o significado do termo Millahue, onde está instalado o hotel, assim denominado pelos indígenas que já habitaram a região: lugar de ouro.

Diário do Winehunter | Winepedia

Claro, aproveitamos para fazer o registro do Winehunter Relax. Vale muito conhecer os vinhos produzidos pela Vik, bem como suas instalações e filosofia. Não tenho dúvida de que surgirão, nesse vale de ouro, novos ícones chilenos.

Recomendamos para você:

( )
R$##,##
Sócios ClubeW: R$##,##
CONFIRA
Escrito por: Vicente Jorge

Winehunter, já lecionou em cursos de sommelier e tem mais de 22 anos de experiência no mundo do vinho.