Dicas

Dicas de Como Conservar o Vinho Depois de Aberto

07 junho 2017
  • 24085 visualizações
  • 0 comentários

O vinho é uma bebida que pode ser conservada por anos a fio sem perder a qualidade. Confira nossas dicas de como conservar sua bebida preferida.

O vinho é uma bebida que está sempre evoluindo, afinal, as reações químicas não param. E quando a rolha é retirada, a velocidade dessas reações aumenta drasticamente, e o caminho para o seu declínio é inevitável.

Porém, alguns exemplares, desde que armazenados da forma correta, podem durar certo tempo depois de abertos.

Espumante (Champagne, Prosecco, Cava)

Após aberto, não importa o valor pago na garrafa, o espumante perde as suas características rapidamente, com destaque para a perlage, as bolhas de gás carbônico, que evaporam facilmente após algumas horas. O líquido em si não estraga de um dia para o outro, desde que guardado em baixas temperaturas, porém, o gás e os aromas não serão mais encontrados. Por isso, a dica é degustar a garrafa por completo.

Vinho branco e rosé

Armazenado em baixas temperaturas como na geladeira ou adega, o vinho branco ou rosé pode ser consumido um dia após a sua abertura. A intensidade de aromas e o frescor não serão os mesmos, mas ainda estará apto para o consumo.

Vinho tinto

De forma geral, o vinho tinto possui mais estrutura que o espumante, vinho branco e rosé, por isso, após aberto dura um pouco mais, quando armazenado da forma correta. Os tintos mais leves, com amadurecimento em tanques de aço inox ou breve passagem por barricas de carvalho, podem ser consumidos no dia seguinte sem grandes perdas. Os tintos com médio corpo ou encorpados, com taninos presentes, mais alcoólicos e amadurecidos alguns meses em barricas de carvalho, suportam cerca de dois dias.

Dica de leitura:  Como pronunciar termos do mundo do vinho

Late harvest

Caracterizado por conter uma concentração de glicose consideravelmente maior do que os vinhos citados anteriormente, o vinho de colheita tardia pode ser consumido em até quatro dias após sua abertura, seguindo o armazenamento em baixas temperaturas.

Vinho do Porto e fortificados

Mesmo com um teor alcoólico muito elevado, o vinho do Porto e os fortificados também sofrem com o declínio e a oxidação após abertos. Cada garrafa se comporta de uma forma diferente, só que de maneira geral, esse tipo de vinho dura até 15 dias sem perda significativa de qualidade e de suas características. E não se engane, o armazenamento também precisa ser na adega ou na geladeira, pois as temperaturas mais altas aceleram a evolução do exemplar.

Tirou a rolha? Siga algumas dicas para conservar melhor o vinho

– Armazene a garrafa em um local com baixas temperaturas como adega ou geladeira. Evite também luminosidade e trepidações;

Dica de leitura:  10 vinhos imperdíveis até R$ 40

– Uma vez retirada, não utilize a mesma rolha para vedar a garrafa novamente, pois o contato com a mesa, por exemplo, pode contaminar a cortiça. Utilize vedantes de metal, que podem ser lavados e são inodoros;

– Antes de levar a garrafa de volta para a adega ou geladeira, higienize a parte externa com um pano limpo umedecido com álcool;

– Caso o vinho seja armazenado na geladeira, evite colocar a garrafa na porta, pois o movimento de abrir e fechar acelera a evolução e consequentemente a oxidação.

– No mercado, estão disponíveis algumas bombas a vácuo, que retiram o ar de dentro da garrafa. Esse acessório também pode ajudar na conservação do vinho.

Vale lembrar que o tempo citado para cada tipo de vinho é apenas uma estimativa, pois cada garrafa pode apresentar um comportamento diferente. O melhor mesmo é consumir a garrafa por completo no mesmo dia ou adquirir garrafas com volumes menores como as de 375 ml.

Escrito por: Nicole Batista

Sommelière e Bacharel em Química, fez imersão em algumas regiões vitivinícolas da Europa e América do Sul.