Harmonização de A a W

Série Harmonizações Brasileiras – Bahia

03 Janeiro 2018
  • 394 visualizações
  • 0 comentários

A gastronomia da Bahia, riquíssima de sabores, é simplesmente irresistível. Aprenda a harmonizar um prato típico do estado nordestino com vinho. Saiba mais.

Os temperos e os sabores da Bahia são únicos e muito especiais! A gastronomia baiana encanta todo mundo que tem o prazer de provar alguma iguaria desse estado nordestino.

Com influência indígena, portuguesa e africana, a culinária da Bahia é incrível. Os baianos não abrem mão dos dois símbolos dessa comida deliciosa que dão um toque peculiar a qualquer prato: azeite de dendê e pimenta.

Pratos típicos da Bahia

O leite de coco também é um ingrediente muito presente. Entre os pratos mais típicos, estão o abará, parecido com o acarajé, mas cozido envolto de folha de bananeira, o vatapá, que pode ser acompanhamento ou prato principal, feito de pão dormido, camarão seco, leite de coco, amendoim torrado, gengibre, dendê, pimenta e temperos diversos, o caruru, que leva quiabo, camarão seco e fresco, amendoim torrado, dendê, caldo de peixe e temperos, a moqueca, que leva dendê e leite de coco, diferentemente da capixaba e a mariscada.

Dica de leitura:  Harmonização com pratos nordestinos

Embora a gastronomia do litoral seja mais conhecida e difundida, mais para o interior do estado, vemos receitas bem típicas também, como sarapatel, rabada, sarrabulho, dobradinha, escondidinho. As sobremesas mais tradicionais são feitas com coco e milho, como cuscuz, cocada, pamonha doce e quindim.

O acarajé

Entre todas essas delícias, sem dúvidas, a que mais representa a culinária baiana é o acarajé. O bolinho feito com massa de feijão-fradinho, cebola, sal e frito em azeite de dendê é de dar água na boca. Oriundo da África Ocidental, a receita foi trazido pelos escravos e tornou-se uma iguaria brasileiríssima.

O acarajé pode ser recheado com vatapá, caruru, camarão seco, fresco e pimenta. É claro que ele pode ser apreciado com uma bela taça de vinho. Para harmonizar, brancos e rosés bem ácidos, frescos, sem envelhecimento em barricas, como o Costa do Sol D.O.C. Vinho Verde 2016, o Calyptra Vivendo Reserva D.O. Alto Valle del Cachapoal Sauvignon Blanc 2015, o Michel Lynch A.O.C. Bordeaux Rosé 2016,  o Altivo Classic Mendoza Rosé 2017, e espumantes em geral, tanto branco como rosé, mas os mais leves, elaborados com o Método Charmat de preferência, como o Fantinel Prosecco The Independent Millesimato Brut 2016 e o Fortant De France Lux Royal Rosé Brut.

Dica de leitura:  Harmonização de Vinho e Chocolate

Se o acarajé estiver bem apimentado, vinhos brancos, rosés e espumantes meio secos vão muito bem.

Colaboração técnica: Lucas Cordeiro

Recomendamos para você:

( )
R$##,##
Sócios ClubeW: R$##,##
CONFIRA
( )
R$##,##
Sócios ClubeW: R$##,##
CONFIRA
( )
R$##,##
Sócios ClubeW: R$##,##
CONFIRA
( )
R$##,##
Sócios ClubeW: R$##,##
CONFIRA
( )
R$##,##
Sócios ClubeW: R$##,##
CONFIRA
( )
R$##,##
Sócios ClubeW: R$##,##
CONFIRA
Escrito por: Bia Miranda

Redatora e revisora da Wine, além de perdidamente apaixonada – e curiosa – pelo mundo do vinho.