Sommelier Wine

Colheita noturna: como são os vinhos de uvas colhidas à noite?

29 junho 2018
  • 11115 visualizações
  • 0 comentários

Você sabia que alguns produtores preferem fazer vinhos de uvas de colheita noturna? Sim. Eles têm razões para querer colher as variedades à noite. Saiba mais.

Você sabe como são os vinhos feitos de uvas de colheita noturna? Para elaborar um vinho, existem diversas etapas que influenciam no resultado final do produto. Uma dessas etapas é a colheita. Sabemos que existem dois métodos, o manual e o mecânico.

O manual é mais utilizado em pequenos vinhedos, em áreas de difícil acesso e em vinhas destinadas a rótulos especiais, de produção limitada. Já o mecânico é muito utilizado em vinhedos extensos, pois é mais prático e rápido.

A decisão do momento ideal da colheita é feita pelo enólogo em parceria com o viticultor. Para definir com precisão, eles levam em conta diversos fatores como as características do terroir local, o nível de maturação e a concentração de açúcar da uva. Uma colheita mal executada, e no tempo errado, impacta diretamente na conservação e na qualidade das uvas e, consequentemente, dos vinhos.

Colheita noturna

Além das opções dos métodos manual e mecânico, muitas vinícolas têm realizado suas colheitas durante a noite, pois esse período traz alguns benefícios para as uvas, para o processo de vinificação e para o vinho.

Dica de leitura:  Série uvas – Síria

Colher as uvas durante a noite mantém os bagos frios, as cascas ficam mais firmes, os níveis de açúcar ficam mais estáveis, a preservação dos aromas e dos sabores naturais da fruta e da acidez é maior.

Outro ponto importante é o aumento da eficiência da adega junto com a economia de energia, pois como as uvas já chegam frias nas instalações, não há necessidade de refrigerá-las mecanicamente antes da fermentação. Com isso, é possível evitar que as leveduras indígenas, as da própria uva, iniciem uma fermentação antes do desejado.

Além de todos os benefícios para o vinho em si, para os trabalhadores, essa escolha também é positiva, pois devido ao clima fresco da noite, o trabalho se torna mais produtivo e menos cansativo.

A colheita noturna pode ser praticada em qualquer variedade, mas é mais comumente utilizada em uvas destinadas à produção de espumantes, vinhos brancos e rosés. Porém, também são encontrados exemplares tintos com esse tipo de colheita. Sobre os métodos, tanto o manual quanto o mecânico são utilizados, mas o mecânico leva vantagem.

Dica de leitura:  Dia das Mães com vinho

Como vimos, a colheita noturna vem ganhando espaço e proporciona diversos benefícios aos vinhos, mas isso não significa que as colheitas realizadas durante o dia são negativas, afinal, ainda é a mais praticada. Tudo depende do objetivo do enólogo e do vinho que se quer produzir.

Vinhos feitos de uvas de colheita noturna para você provar

Terra d’Uro D.O. Toro Verdejo 2017 – Leve, fresco e fácil de harmonizar, esse exemplar branco é elaborado na região de Toro, e traz a Verdejo, uma uva branca muito cultivada na Espanha.

Lagar del Rey D.O. Rueda Verdejo 2016 – Aromas de frutas brancas e amarelas, com notas vegetal. Em boca, é leve, fresco, frutado, cítrico e de persistência agradável.

Miolo Reserva Campanha Gaúcha Sauvignon Blanc 2017 – Aromas de lima, com toque de grama cortada e ervas frescas. Em boca, é leve, cítrico com acidez presente e bom final.

Recomendamos para você:

( )
R$##,##
Sócios ClubeW: R$##,##
CONFIRA
( )
R$##,##
Sócios ClubeW: R$##,##
CONFIRA
( )
R$##,##
Sócios ClubeW: R$##,##
CONFIRA
Escrito por: Nicole Batista

Sommelière e Bacharel em Química, fez imersão em algumas regiões vitivinícolas da Europa e América do Sul.