Sommelier Wine

O que é blend?

06 agosto 2018
  • 6766 visualizações
  • 0 comentários

É provável que você já tenha ouvido o termo blend, não é mesmo enófilo? Entenda agora o que significa esse famoso termo do mundo do vinho.

As palavras blend, assemblage e corte são sinônimos. No mundo do vinho, esses termos, são utilizados para expressar uma mistura, é uma combinação de elementos que se complementam.

Esse termo é comumente utilizado para identificar os vinhos que possuem mais de um tipo de uva em sua composição. E, de forma geral, não existe uma regra que limite uma quantidade máxima de uvas em um vinho.

Existem apenas algumas legislações que consideram um vinho que contém mais de uma uva como varietal, mas desde que uma das variedades seja majoritária.

Essa combinação de uvas tem muita relevância em algumas regiões vitivinícolas, tanto que em alguns locais existe um blend emblemático, típico. O exemplo mais famoso é assemblage de Bordeaux, na França, chamado de corte bordalês, que mescla as uvas Merlot, Cabernet Sauvignon e Cabernet Franc, podendo ter também, em porcentagens menores, a Malbec e/ou a Petit Verdot.

Dica de leitura:  Série uvas – Negroamaro

Outro exemplo é o GSM, um blend típico da Denominação de Origem Côtes du Rhône, que mescla as uvas tintas Grenache, Syrah e Mourvèdre. Já na Austrália, o corte famoso é composto por Cabernet Sauvignon e Shiraz.

Mas a usabilidade desse termo vai muito além desse conceito ligado à quantidade de uvas encontradas em um vinho. O termo blend também é utilizado para expressar misturas e combinações de parcelas de vinhedos, por exemplo.

Um produtor pode cultivar uma mesma variedade em áreas diferentes, e o enólogo pode fazer um blend de vinhedos, mesclando terroirs diferentes, de vinhedos localizados em altitudes distintas, com videiras com idades diferentes.

Outro exemplo é o blend de barricas de carvalho. O enólogo pode mesclar barricas de origens diferentes, como francesa e americana, ou misturar barricas novas, com usadas, e ainda pode combinar barricas com graus de tosta diferentes.

Dica de leitura:  Série Uvas - Verdejo

Esse termo também é utilizado na produção dos espumantes e vinho não safrados. Como esses exemplares possuem o objetivo de manter uma linearidade de estilo e de suas características independente do ano de produção, é feito um blend com vinhos de diferentes safras.

O blend é como uma arte e está diretamente ligado ao trabalho do enólogo, pois é esse profissional que estuda todas as opções de combinações. É um trabalho longo e minucioso, já que é preciso realizar muitos testes até chegar na mistura perfeita, pois o objetivo é que todos os elementos se complementem, para nos surpreender a cada taça.

Recomendamos para você:

( )
R$##,##
Sócios ClubeW: R$##,##
CONFIRA
( )
R$##,##
Sócios ClubeW: R$##,##
CONFIRA
( )
R$##,##
Sócios ClubeW: R$##,##
CONFIRA
( )
R$##,##
Sócios ClubeW: R$##,##
CONFIRA
( )
R$##,##
Sócios ClubeW: R$##,##
CONFIRA
( )
R$##,##
Sócios ClubeW: R$##,##
CONFIRA
( )
R$##,##
Sócios ClubeW: R$##,##
CONFIRA
Escrito por: Nicole Batista

Sommelière e Bacharel em Química, fez imersão em algumas regiões vitivinícolas da Europa e América do Sul.