Sommelier Wine

Vinhos verdes

07 dezembro 2018
  • 3955 visualizações
  • 0 comentários

Você já deve ter reparado que o termo “verde” não se refere à cor do vinho. Descubra aqui um pouco mais sobre os apreciados vinhos verdes.

Vinho com tonalidade verde, nome de uma região, estilo de um vinho… as dúvidas em volta do termo vinho verde são infinitas para quem não tem intimidade com o mundo do vinho. Afinal, o que significa?

Vinho verde é uma Denominação de Origem Controlada, ou seja, é uma região vitivinícola demarcada, situada na província do Minho, no noroeste de Portugal. Considerando sua área geográfica, a D.O.C. Vinho Verde é a maior região demarcada portuguesa e também uma das maiores da Europa. A demarcação oficial ocorreu em 18 de setembro de 1908, sendo uma das mais antigas do país, com 110 anos.

Há indícios que os vinhos verdes teriam sido os primeiros exemplares portugueses a serem exportados para o mercado europeu. Nos séculos XVI e XVII, os vinhos dessa área eram levados com frequência para o norte da Europa. Esse deslocamento era feito por barcos que transportavam bacalhau e os produtos manufaturados para o sul.

Essa região que sofre, positivamente, com a influência atlântica, possui solos, em sua maioria, graníticos, e temperaturas amenas, resultando em condições ideais para produzir vinhos leves e com boa acidez.

Porém, em algumas áreas específicas existem variações nas características do terroir, por isso, a região foi dividida em sub-regiões, para expressar de forma bem específica a tipicidade local nos vinhos. Ao todo, são nove sub-regiões: Amarante, Ave, Baião, Basto, Cávado, Lima, Monção e Melgaço, Paiva e Sousa.

Dica de leitura:  Vinhos sem safra

Um destaque entre as sub-regiões é Monção e Melgaço, que dá vida a um vinho branco varietal da uva Alvarinho, um dos mais emblemáticos da região Vinho Verde. Aromático e com sabor persistente, pode ser degustado jovem ou após uns anos, dependendo do estilo do exemplar.

Mas se engana quem pensa que essa região produz apenas exemplares brancos tranquilos (sem a presença de gás), pois a D.O.C. Vinho Verde autoriza a elaboração de vinhos e espumantes brancos, rosés e tintos, aguardente vínica e bagaceira, e também vinagre branco, rosé e tinto.

Origem do nome Vinho verde

Você deve estar se perguntando a origem do nome da região, visto que já descobriu que o vinho não é verde. Esse nome remete a paisagem natural do local, dominantemente verde. Mas além da característica da região, o nome também expressa o estilo dos vinhos locais, que destacam frescor e leveza, que em uma alusão à juventude são denominados verdes, ou seja, são opostos aos vinhos mais encorpados e complexos.

A boa acidez, a leveza, o toque frutado e floral são algumas das características típicas dos vinhos da D.O.C. Vinho Verde, que desde 1959 adiciona em cada garrafa um selo oficial de garantia de origem.

Dica de leitura:  Vinhos portugueses

Como toda Denominação de Origem, a Vinho Verde possui um rigoroso controle em todas as fases da elaboração dos vinhos, assim como uma série de regras, que envolvem especificações no método de vinificação, características organolépticas, uvas autorizadas, entre outros.

Muitas das uvas autorizadas pela denominação são consideradas autóctones da região, por terem surgido apenas no noroeste ibérico. Entre as brancas estão a Alvarinho, Arinto, Avesso, Azal, Loureiro e Trajadura. Já entre as tintas a Espadeiro, Padeiro e Vinhão.

Com diversas opções de enoturismo, a região possui a rota dos Vinhos Verdes. Junto com visitas à vinícolas e degustações, é possível aproveitar praias, montanhas, vales e rios, que trazem paisagens que destacam o verde que origina o nome do local. Cidades que são Patrimônio da Humanidade e importantes monumentos de diferentes épocas também fazem parte dessa rota oficial que mescla tradição com modernidade.

Vinícolas para visitar

Solar das Bouças

Lista completa das vinícolas da região

Museus

Museu Alvarinho Monção

Centro de Interpretação e Promoção do Vinho Verde

Recomendamos para você:

( )
R$##,##
Sócios ClubeW: R$##,##
CONFIRA
( )
R$##,##
Sócios ClubeW: R$##,##
CONFIRA
Escrito por: Nicole Batista

Sommelière e Bacharel em Química, fez imersão em algumas regiões vitivinícolas da Europa e América do Sul.